10.4.08

Cafezal em flor

Soube no sábado em que fui ao Cafezal em flor que o bar existe há 13 anos.
Foram 13 anos que passaram em branco para mim em relação à existência desse bar.
Contudo, andando pelas ruas do cambuí e me deparando com uma lotação incomum no Álcool Íris, me dirigi ao bar outrora ignorado.
Estava muito frio no sábado mas mesmo assim a espera fora do bar, em mesas altas com bancos altíssimos não passou de 15 minutos e logo pude entrar e me sentar em uma mesa confortável. Impressionante poder entrar as 11 da noite e ser bem recebida. Contudo, fui informada que o bar fecharia a uma da manhã o que me causou uma certa descrença dado que todas as mesas estavam lotadas. Descobri ao final da noite que, como nos pubs britânicos, bate-se em um sino e os clientes são avisados que a partir dali somente será servida a saideira.
Ao abrir o cardápio tive uma feliz surpresa ao notar que não se tratava de um cardápio comum de bares, com as típicas porções de batata frita e mandioca. Havia ali diversos tipos de saladas, escondidinhos e tábuas de frios e petiscos. Achei deveras interessante e dado o clima extremamente romântico do bar - em todas as mesas, sem exceção, só tinha casais - pedi um porção de escondidinho de camarão com abóbora e uma porção de cebolinhas picantes em conserva. O último pedido não recomendável a quem esteja em um primeiro encontro, mas deliciosa se a companhia também aprecia o prato.
O garçom estava muito bem humorado embora não muito veloz, mas pude apreciar alguams cervejas bem geladas e uma comida bem preparada que, embora tenha demorado mais que o normal para chegar à mesa, estava deliciosa.
O ambiente é também muito interessante, em uma casa muito antiga, com tijolos a vista e iluminada com diversas velas. A penumbra enfatizava ainda mais o clima romântico e as músicas, embora não do meu gosto, estavam interessantes - num sentido de que eram melhores do que músicas de elevador.
O Cafezal é interessante quando se tem o propósito de sair em casal, para namorar, beber pouquinho, comer bastante e conversar. O bar possui até uma pequena sala-lounge, em frente aos banheiros, na qual é possível se sentar e namorar. Mais.

Passe lá:
Rua Diogo Prado, 40
Cambuí
Campinas - SP
Visitado em 5 Abril 2005

2 comentários:

Roberta disse...

Creio que até hoje, na história do Cafezal, eu fui a única pessoa que deixou ímpar o número de clientes. Vela, lá, não dá. Quer dizer. Até dá. Mas eh perfeito pra ir com alguém.
E Tangerine descreveu muito bem! Muito bom! Adorei o blog!

;)

Beijos!!

Thais França disse...

Puxa, vc sabe me dizer quanto usta ir lá? Queria ir hoje!